Ajude a construir o mosteiro

64%

R$318.370,00 atingidos de R$500.000,00

Quero doar




Sociedade da Santa Cruz

Banco Itaú
Agência: 0204
Conta Corrente: 34933-6
CNPJ: 32.551.166/0001-92


Um mosteiro tradicional tem lugar em pleno século XXI?

Muitos, para os quais a religião tornou-se um fenômeno puramente social, dominado pela ação, ignoram nossa herança monástica e mística e, nessa ignorância, vão buscar em outras crenças a Verdade que nós temos e que nelas não encontrarão. Outros, o que é pior, com um conhecimento superficial da vida monástica, de comunidades que dizem ter o espírito beneditino, mas não observam quase nada que São Bento ensina em sua Regra, questionam-se sobre a validade e a oportunidade na Igreja e no mundo contemporâneo, dessa mesma vida.

Nós, Dom Justino de Almeida Bueno (monge do Mosteiro de São Bento – Rio de Janeiro), o Centro Dom Bosco e outros Centros Culturais Católicos que integram a Liga Cristo Rei, cremos que não só é possível mas necessário, em nosso país, um mosteiro que preserve as verdadeiras tradições beneditinas e a liturgia tradicional (Santa Missa e Ofício).

POR QUE UM MOSTEIRO?

Nós percebemos que a solidez de nossa vida, da vida social, da Igreja, foi abalada e começou a rastejar na debilidade, na insegurança e, até, na impossibilidade de agir cristamente, a partir do momento que Deus e sua Lei foram abortados do horizonte do homem. Esse momento de violenta destruição da nossa Tradição Cristã na sociedade e de uma espécie de processo antropofágico católico, onde a moral e a liturgia de sempre foram trocadas ou substituídas por simulacros mais de acordo com o gosto e necessidades atuais chegou a um nível absurdo.

Como amar e servir a Deus como ele merece, no meio dessa tempestade? Da resposta a esta pergunta, depende a felicidade da nossa alma e a sobrevivência da civilização cristã. Nós somos, e devemos ser, os herdeiros e os transmissores dessa civilização cristã.

Peçam-nos o sacrifício de nossos confortos, peçam-nos o sacrifício de nossas faculdades,
peçam-nos o sacrifício de nossa saúde; peçam-nos o sangue de nossas veias...
Mas pelo santo amor de Deus não nos peçam o sacrifício de nossa consciência,
porque nunca o faremos. Sic nos Deus adjuvet. Nunca!.

(As palavras do bispo de Olinda, D. Frei Vital Maria Gonçalves de Oliveira, perseguido por não ceder ao inimigo da fé, devem ser as nossas hoje.)

 

Precisamente, por isso, para dar uma resposta a esse questionamento urgente, uni-me à Liga Cristo Rei e gostaria que vocês se unissem a nós, para fundarmos um mosteiro, onde, numa vida monástica vivida segundo a tradição beneditina (oração/trabalho/leitura/meditação) a existência humana seja consagrada ao serviço solene de Deus. E que, numa civilização que podemos dizer apóstata, que procura construir um mundo sem Deus, nosso mosteiro seja um testemunho eloquente da Sua presença entre nós.

Deus é tudo, e porque Ele é tudo, Ele merece receber tudo ou, no dizer de São Bento, “nada deve ser anteposto ao seu amor”.

Amanhã – a Cristandade!

Dom Justino de Almeida Bueno OSB - 21.2206-8100 - domjuba@osb.org.br

O TERRENO

O terreno que encontramos para comprar fica num morro do 4º Distrito de Trajano de Moraes, Vila da Grama (mais conhecido por Tapera). No alto do mesmo temos a vista da ‘represa’, um espelho d’água de mais de 10Km entre as montanhas (foto abaixo).

Toda a região é muito montanhosa e isso dificultará um pouco a nossa construção. Cremos que o projeto executivo será construído em dois ou três níveis.

O terreno tem um pouco mais de seis alqueires fluminenses (cerca de 200.000 m²), sendo grande parte coberta por uma bela mata na qual não se pode tocar sem autorização do órgão competente. Esta parte é representada na topografia (imagem abaixo) em verde e a área útil para construção do nosso mosteiro em laranja. Na parte inferior, nota-se em vermelho a casa já existente e que será reformada com o valor doado nesta primeira etapa.

Topografia do terreno foi feita gratuitamente pela empresa “Meireles Topografia”
(Rodolpho Baêta - 21 96731-2402).

A CASA QUE ESTÁ NO TERRENO HOJE

A casa que existe no terreno, apesar de grande e espaçosa, necessita de muitos reparos nas paredes (com muitas rachaduras e sem vigas para suportar o peso do telhado), no piso e repartição nova dos cômodos para dar lugar a maior número de celas (quartos). No futuro, essa casa poderá tornar-se uma hospedaria do mosteiro. Dela há uma vista linda para as pedras do Frade e Roncador.

O arquiteto Paulo Coutinho, católico e proprietário da empresa Arquiteco, é o responsável pela adaptação da casa para abrigar a comunidade no início. Como podemos ver na planta baixa, haverá espaço para capela, biblioteca, sacristia, sala de estar, cozinha, área de serviço, portaria e dez celas (quarto) sendo que as de número 9 e 10 poderão vir a ser pequenas oficinas para trabalho dos monges.

 

Logo a seguir temos imagens das projeções digitais do que virá a ser a casa após o investimento de parte dos recursos que esperamos arrecadar neste projeto de financiamento coletivo.

PROJETO 2019.1 - ORÇAMENTO

  • Compra do terreno no valor de R$500.000,00 (quinhentos mil reais)
  • Adaptação e ampliação da casa já existente (banheiros, biblioteca, 9 quartos, portaria, caixa d’água) estimado em R$250.000,00
  • Construção de uma capela anexa a casa estimado em R$120.000,00
  • Projeto executivo do Mosteiro feito por um arquiteto (nesse projeto terão todas as informações para começarmos a licitar a construção) estimado em R$130.000,00.
  • Gastos com publicidade, produção audiovisual e recompensas: R$100.000,00.